quarta-feira

O NARCISO SE CONVERTEU E VIROU COMPOSITOR DE MÚSICA GOSPEL

A história de Narciso é conhecida pelo homem que por admirar a própria beleza acabou morrendo por tamanha vaidade ao contemplar seu reflexo na água. A partir de então, tornou-se um paradigma de vaidade, derivando do seu nome uma terminologia comum a nossa época que é o Narcisismo, ou seja, a qualidade de se apaixonar demasiadamente pela própria imagem.

Algumas características são provenientes do Narcisismo, tais como a vaidade excessiva, a auto promoção, individualismo, egoísmo, uma equivocada auto imagem, a sensação de ser o supra sumo de todas as coisas e por fim a exacerbação do eu. Essas características são notáveis no cotidiano, vivemos em uma sociedade que valoriza muito a imagem, como se diz por aí: “Imagem é tudo”.

O mundo gospel, principalmente o mundo das músicas de grande sucesso também foi entorpecida por essas características. Não vamos nem falar da questão das performances e publicidades, vamos focar nas músicas que cantamos e como elas nos incentivam cada dia mais a alimentar essas péssimas características.

Eu, para mim, meu, são termos comuns às canções que cantamos em nossas igrejas. Está se perdendo cada vez mais o senso do nós e nosso, vamos nos individualizando no louvor e perdendo o senso de comunidade. Faça um teste no próximo culto, veja quantas músicas são cantadas na primeira pessoa do singular e quantas são cantadas na primeira pessoa do plural.

Prosperidade, benção, presentes de Deus, nada de dificuldades, provações e nem lutas, isso tudo cansa a nossa beleza. Muitas canções que cantamos é permeada por um viés materialista, do qual pedimos e pedimos a Deus como se Ele fosse um serviçal a nossa disposição, pronto para nos atender. Portamos-nos como um cliente que possuí a razão e esta sempre certo, pois esse espírito narcisista nos impulsiona a acharmos que somos o centro da adoração.

Sou mais que vencedor, vou vencer, esmagar o inimigo, nossas canções deixaram de exaltar o nome de Cristo e a obra de Deus e passaram a exaltar nossos atos, mudamos o alvo da adoração, antes adorava-se a Cristo, hoje cantamos como se fosse para Cristo, mas exaltando as nossas obras ou o que podemos fazer. 

Muitas canções falam do que podemos fazer e do poder que nos foi dado, mas esquece de citar quem nos deu esse poder e quem de fato é importante nessa história.

É por essas e outras que penso que o Narciso da mitologia grega se “converteu” e agora escreve a maioria das canções cantadas por nós, formando assim um imenso número de “adoradores narcisistas" que trocam o nós pelo eu e o nosso pelo meu, que ao contrário de Cristo não chamam mais Deus de Deus nosso e sim de Deus meu.



11 comentários:

  1. "Narciso se converteu e virou compositor gospel..."
    Triste realidade, desde que me converti tenho prestado atenção no que tenho cantado... E nas músicas que cantamos em nossas igrejas... Ainda bem que existem as excessões...!
    Bora compor músicas boas!

    Abraço Calebe!

    Lysis

    ResponderExcluir
  2. Louvor egoísta, autoritário. Infelizmente.

    ResponderExcluir
  3. Camilo Borges jr

    Muito bom o texto, inclusive, uma das capa da Fernanda Brum ( cura-me), é uma "releitura" sutil da obra de Caravaggio - Narciso. Coincidência ou não parece uma tendência entre os artistas góspeis, a adoração a si mesmo.

    ResponderExcluir
  4. Graças a DEUS e aqueles que tem o conhecimento real do Evangelho, não me sinto tão sozinha!!!!!!
    A DEUS toda glória, honra e louvor!!!

    ResponderExcluir
  5. Eu nem queria falar, mas como sou "BOCUDO"; vai então...
    Conheço vários Narcisos, eu confesso que já té fui um. Mas no meio religioso, dito evangélico está demais mesmo. O que diremos sobre os... Pastores que viraram apóstolos, bispos e doutores e soberanos nas igrejas. Eu cinheço pecas de pastores que eu eu os tenho que chamar de apóstolos. Sabe como é né, o cara mudou de "patente". Os que antes chamávamos de adoradores, hoje são cantores gospel e se juntaram ao som de quem "Só toca e você adora". Realmente é lamentável...

    Ass. Narciso - Quem já foi, sabe como é ser.

    ResponderExcluir
  6. Eu nem queria falar, mas como sou "BOCUDO"; vai então...
    Conheço vários Narcisos, eu confesso que já té fui um. Mas no meio religioso, dito evangélico está demais mesmo. O que diremos sobre os... Pastores que viraram apóstolos, bispos e doutores e soberanos nas igrejas. Eu conheço pecas de pastores que eu eu os tenho que chamar de apóstolos. Sabe como é né, o cara mudou de "patente". Os que antes chamávamos de adoradores, hoje são cantores gospel e se juntaram ao som de quem "Só toca e você adora". Realmente é lamentável...

    Ass. Narciso - Quem já foi, sabe co

    ResponderExcluir
  7. Falou tudo, e digo mais, estamos acabando com o cristianismo. Hoje enxergo que nós se tornamos mais um fariseu que achava que estava certo.

    ResponderExcluir
  8. Muito oportuna esta palavra.
    É preciso adorar a Deus com humildade. Só Ele é merecedor de todo louvor e toda honra. Exercitemos nossa crítica, não precisamos e não devemos engolir qualquer coisa por mais melodiosa que seja.

    ResponderExcluir
  9. "Deus resiste aos soberbos mas dá graça aos humildes" Tiago 4:6

    ResponderExcluir
  10. As vezes penso que se somos tantos os reformadores da musica gospel, porque o mercado continua tão movimentado? Alguém compra e ouve essas bolotas...

    ResponderExcluir