sexta-feira

POR UMA IGREJA MAIS SAUDÁVEL

Em uma época confusa, no que diz respeito à diversidade de igrejas evangélicas no Brasil atualmente, cabe aqui o desejo de expressar o anseio por uma igreja mais saudável.

Existem sinais que evidenciam a saúde de uma igreja. A partir desses sinais reconhecemos se estamos em uma comunidade de fé que abraça os ensinamentos de Cristo, formando assim discípulos que são sal da terra e luz do mundo.

Uma igreja saudável se vê como parte do Reino de Deus, ela não é em si o Reino de Deus, mas expressão visível e histórica dessa realidade. Sendo assim, a instituição não sobrepõe o Reino, pois sabe que os fiéis que ali se reúnem, são embaixadores do Reino a serviço da igreja local e não embaixadores da igreja local a serviço do Reino. Logo, a igreja local não é o fim em si mesmo, mas o meio pelo qual se manifesta algo maior e mais profundo.

Viver nessa perspectiva significa ter um olhar amplo que vai além das paredes da instituição. Um olhar que não se torna bairrista ou reducionista. Um olhar que consegue perceber a sinalização e expansão do Reino de Deus como algo para além da exclusividade da igreja local ou da denominação escolhida.

Uma igreja saudável tem relevância local à semelhança de Cristo. Nos evangelhos, onde Jesus estava às multidões se afluíam para lá. Semelhantemente, a igreja deve atrair e acolher as pessoas a sua volta. Relevância local se percebe pela diferença que uma Igreja traz ao seu entorno.

Uma igreja saudável cede espaço para os fiéis desenvolverem seus dons e talentos. Ela proporciona e estimula um ambiente de crescimento onde todos são chamados a servir com o seu dom e na sua área de atuação, servindo sempre com alegria e com a consciência desse privilégio. A partir da igreja local, expande-se a área de atuação, extrapolam-se os limites de concreto da igreja enquanto instituição e inunda a sociedade ao redor.

Uma igreja saudável firma-se no caminho da palavra e da oração. Quanto maior a centralidade do ensino bíblico e a prática constante e comunitária da oração, mais evidentes se tornaram esses sinais de vitalidade e crescimento saudável. Quanto mais uma igreja se afastar desses caminhos, mais enferma e doentia se tornará.

Por fim, uma igreja saudável é aquela constituída por um ajuntamento de pecadores que clamam pela misericórdia do Pai, confiados no sacrifício do Filho e transformados pela ação do Espírito. São esses que oram dia e noite desejando ser a imagem de Cristo Jesus e ao expressarem esse desejo, consequentemente oram por uma igreja mais saudável.


Um comentário:

  1. Ola pastor,cm faço para te convidar para ministrar num.congresso jovem?

    ResponderExcluir