segunda-feira

Lucas 1.26-45: O RESGATE DA MULHER.


Acredito que nesse texto, podemos contemplar ainda o duelo da razão com a fé, entretanto optei não percorrer esse caminho, na medida em que mostra um esboço semelhante ao do milagre anterior, só que com uma diferença, e esta repousa em Maria, que exercitou a sua fé com sua razão e isso lhe deu a oportunidade de crer e agir como agiu.
O que me chama a atenção no texto é como o nascimento de Cristo resgata o papel da mulher. Sabe-se que no contexto judaico a mulher não tinha alma. Ela era apenas domesticada a servir o homem, não tinha voz ativa, não era contada como gente perante a sociedade. Para entendermos melhor o resgate da dignidade da mulher, quero trazer duas passagens bíblicas como auxiliadoras.

Uma está em Ap. 12 onde se pode observar a perseguição do Dragão à mulher que está grávida, prestes a ter o filho. Esse texto traz duas interpretações que não se anulam mutuamente. Uma se refere ao passado como Satanás perseguindo o filho da promessa que é Cristo e a outra trata do presente e futuro que é a perseguição da igreja do Senhor.
O segundo texto está em Gn. 3. 15, onde é lançada a maldição sobre a serpente, que é Satanás (interpretada assim no livro de apocalipse por João), e é dito por Deus que entre a mulher e Satanás existiria uma inimizade. Isso por causa da descendência da mulher, ou melhor, o fruto que viria de seu ventre e que traria a salvação. Esse fruto seria a pedra de tropeço de Satanás.
Ora Satanás não tem poder sobre o futuro, e sua única tentativa era perseguir e impedir o nascimento desse Varão, como ele não podia identificar qual seria, ele opta em perseguir a mulher. Por essa razão, acredito eu, que desde a queda Satanás usou os homens para destruir as mulheres com esse objetivo de tentar impedir que o fruto viesse à vida.

Passou-se o tempo e isso aconteceu. Mulheres e mais mulheres viveram sem uma vida digna, sem poder desfrutar do privilégio de ser o que eram. Todavia, em Cristo Jesus, mesmo antes de nascer, seu poder já restaura o valor inicial da mulher. A promessa chega a uma jovem simples, do sexo feminino, sem valor para a sociedade, porém digna perante os olhos de Deus. Sua prima Isabel é beneficiada, pois carrega dentro de si um menino cheio do Espírito desde o ventre materno. O texto nos diz que ao ouvir a voz de sua prima Maria, ela é tomada pelo Espírito Santo e profetiza com poder sobre a vida de sua prima.
Deus se manifestou grandiosamente na vida dessas mulheres através de Cristo. Cristo em seu ministério, desde a promessa de seu nascimento até a sua morte, revitalizou e dignificou o papel das mulheres.

Portanto, minhas queridas irmãs, profetizem gloriosamente, recebam os milagres de Deus, sejam audaciosas no reino, creiam, e por mais que sejam perseguidas, fiquem firmes sabendo que tanto homens como mulheres são ferramentas nas mãos do Grande doador da vida e, em suas mãos, somente em suas mãos, temos de volta a nossa dignidade de verdadeiros Filhos e Filhas de Deus.
[esta é uma série de estudos de perícopes do livro de Lucas. Acompanhe e comente!]

Um comentário:

  1. mto... mais mto bom hein....
    meoo vc é demais!! =)

    ResponderExcluir